Conheça 6 vantagens do gás GLP e entenda por que ele é uma das escolhas mais inteligentes para o dia a dia da sua residência ou negócio. Confira!

1) Alcance

O gás liquefeito de petróleo, ou gás GLP, é largamente utilizado em todo o país, sendo inclusive uma das formas de energia que mais chegam aos brasileiros. Em locais mais distantes, onde outros combustíveis ou tipos de energia têm dificuldade de chegar, o GLP quase sempre está presente.

2) Versatilidade

Além do uso como gás de cozinha, que é o mais conhecido entre grande parte dos brasileiros, o GLP se aplica a diversas outras situações. Padarias, pizzarias, restaurantes, condomínios, construção civil, motéis e hotéis, agronegócio, indústrias e usinas de asfalto estão entre as diversas aplicações do gás liquefeito de petróleo.

3) Energia mais limpa

O gás liquefeito de petróleo tem um impacto menor para o meio ambiente. Isso ocorre porque a energia que resulta da utilização do GLP é mais limpa. Isso significa que a produção desta energia respeita o meio ambiente e é livre de resíduos tóxicos. Além disso, o gás GLP é o substituto ideal para a queima da lenha, que muitas vezes ocorre dentro de residências e outros ambientes fechados. Essa queima pode ocasionar alguns problemas, como intoxicação pela fumaça resultante e também a emissão de gases prejudiciais, que podem causar danos ao ambiente.

4) Praticidade na distribuição

Para a utilização do gás, não há necessidade de construção de redes de distribuição especiais ou gasodutos, tanto nas áreas urbanas quanto nas rurais. Também não é preciso fazer obras para instalar e utilizar os botijões e cilindros.

5) Variedade nos tamanhos dos botijões e cilindros

Os vasilhames de GLP são versáteis no uso e também nos tamanhos. Existem desde recipientes próprios para utilização em fogareiros, por exemplo, que têm tamanho reduzido, até grandes cilindros para uso em indústrias, passando pelo tradicional botijão de gás de 13 quilos, presente nas cozinhas do país.

6) Alto poder calorífico

O GLP tem um alto poder calorífico. Sabe o que isso significa? Que ele é mais potente e mais “quente” do que diversas outras fontes de energia. Isso garante um abastecimento mais econômico: mais atividades com menor uso do gás.