Pular para o conteúdo principal

Se você é uma pessoa que controla os gastos de energia, já deve ter percebido que, mesmo com esse cuidado, o valor da conta de luz pode variar consideravelmente de um mês para o outro. Isso acontece por conta das bandeiras tarifárias. Neste artigo, você entenderá:

  • o que é esse sistema;
  • quais são os tipos e as principais características de cada bandeira;
  • como reduzir o impacto delas na sua conta de luz.

O que são bandeiras tarifárias?

As bandeiras tarifárias fazem parte do sistema de cobrança de eletricidade adotado no Brasil e seu objetivo é ser mais transparente quanto às condições de geração de energia e seus impactos nos custos de produção.

De maneira prática, as bandeiras são um indicador da quantidade de água disponível nas hidrelétricas para a produção de eletricidade. Porém, diversos fatores podem alterar esse volume, o que influencia na produção de energia e, consequentemente, no valor cobrado na conta de luz.

Quando há falta de chuvas, é preciso recorrer a alternativas mais caras de produção de energia, como termelétricas, o que aumenta o custo final para o consumidor.

Quais são as bandeiras tarifárias?

As bandeiras tarifárias foram criadas em 2015 e são divididas em três cores: verde, amarela e vermelha, sendo a última dividida em dois grupos (patamar 1 e patamar 2). Veja a seguir um pouco mais sobre cada uma delas:

Bandeira Verde

É a indicação de que o volume de água para a obtenção de eletricidade está normal, além de uma oferta de energia em níveis estáveis. Dessa maneira, a população paga o valor padrão pelo consumo de eletricidade.

Bandeira Amarela

A bandeira amarela indica que estão ocorrendo certas dificuldades na geração de eletricidade, como os reservatórios de água estarem em um nível médio, o que já aumenta o custo de produção. A partir daqui, já é cobrada uma taxa adicional na fatura de luz que varia conforme o consumo.

Bandeira Vermelha (Patamar 1)

O primeiro nível da bandeira vermelha significa que o consumo de água está em um estado mais crítico, o que leva o sistema elétrico a buscar fontes mais caras para suprir o consumo de energia. Como consequência, é cobrada uma taxa adicional maior do que a da bandeira amarela.

E agosto de 2023, o acionamento desta bandeira chegou a ser cogitado pelo ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, após um apagão que afetou 15 estados e o Distrito Federal.

Bandeira Vermelha (Patamar 2)

Essa representa a situação mais crítica relacionada à produção de eletricidade. Por conta de um volume hídrico baixíssimo, o consumo de energia está sendo suprido por outros meios, como as usinas termelétricas. Há um aumento considerável no valor cobrado na conta de luz

Esta bandeira foi acionada em junho de 2021, quando havia um alerta de emergência hídrica na região da Bacia do Paraná — que abrange os estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul.

Como é definida a bandeira tarifária vigente?

O acompanhamento em tempo real de geração, transmissão e distribuição de energia fica por conta do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Conforme as informações coletadas, a entidade avalia se há a necessidade ou não de ativar as bandeiras tarifárias nos próximos meses.

As informações coletadas pelo ONS são encaminhadas para a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que decide qual é a bandeira tarifária mais adequada para cada região, visando um equilíbrio entre os gastos e consumos relacionados.

Como reduzir o impacto das bandeiras tarifárias na conta de luz?

O aumento na fatura deixa muitas pessoas preocupadas, mas existem algumas maneiras de economizar na conta de luz e até mesmo diminuir os seus impactos ao meio ambiente, o que futuramente auxiliará na diminuição das tarifas relacionadas ao consumo de energia.

Uma forma de conseguir reduzir gastos com eletricidade é utilizar fontes mais sustentáveis, como a luz do sol. E ao contrário do que muita gente imagina, hoje já é bem mais fácil ter energia solar em casa.

A Ultragaz Energia Inteligente leva eletricidade gerada por fontes renováveis até você e ajuda a reduzir o valor da sua conta de luz em até 20% todo mês. E o melhor: sem precisar de nenhuma mudança nas instalações da sua casa e com adesão 100% digital.

O preço do Ultragaz Energia Inteligente não é afetado pelas bandeiras tarifárias. Inclusive, como mostra o gráfico abaixo, quanto pior for a bandeira vigente, maior será a sua economia.

Saiba tudo sobre a Ultragaz Energia Inteligente e incentive a sustentabilidade com um belo alívio no bolso!

Compartilhar
Leia mais
Confira os últimos conteúdos
Geração de energia sustentável: Conheça 6 tipos
Energia Elétrica 24/03/2024
Geração de energia sustentável: Conheça 6 tipos
Saiba mais
Bandeiras tarifárias: o que são e como funcionam
Banteiras Tarifárias 21/02/2024
Bandeiras tarifárias: o que são e como funcionam
Saiba mais
Como funciona a etiqueta de eficiência energética?
Energia 06/07/2023
Como funciona a etiqueta de eficiência energética?
Saiba mais
Energia solar por assinatura: vale a pena?
Energia 23/06/2023
Energia solar por assinatura: vale a pena?
Saiba mais
Conta de luz mais barata: como a energia por assinatura pode ajudar
Energia 07/06/2023
Conta de luz mais barata: conheça a energia por assinatura
Saiba mais